Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

MASTIFF IPA

Bom, depois do desastre da primeira tentativa de fazer uma cerveja (na verdade foram duas!) e ter criado o "abacaxi sintético", produzi uma ótima cerveja. E não sou eu quem diz e sim, um amigo cervejeiro no qual confio muito, por ser o mais CDF da turma: Leonardo Satt. Aqui segue a análise dele:

"Espuma muito persistente até o final, grossa camada de espuma branca, excelente. Cor vermelho-cobre, muito bonita e na transparência certa, nem muito translúcida nem muito opaca. Perfeito equilíbrio de amargor, que deixa um residual na garganta mas sem agressão. Bem seca o que deve ter baixado bastante a FG, talvez trabalhar a mostura numa temperatura mais alta para deixar um pouco mais encorpada. O Aroma também está balanceado e que não perde para nenhuma IPA comercial, mas para dar aquela sensação de jardim, trabalhar um pouco nele, quem sabem mais (sempre mais) lúpulo a zero minutos ou até um dry-hop. Pra quem tomou a azedipa, essa não tem nem comparação. Aliás, a comparação agora está em outro nível. Parabéns."


A ficha ténica é a seguinte:

Nome: Mastiff IPA
Cor: vermelho-cobre (22,8 EBC)
ABV%: 5,33%
IBU: 70
OG: 1048
FG: 1009

Maltes:

4,50 kg de Pale Ale
0,45 kg de WE Cara 020
1,50 kg de WE Cara 050

Lúpulos:

25g Summit (90 min)
30g Citra (45 min)
20g Cascade (30 min)
20g Cascade (5 min) - essa etapa eu não fiz, mas deveria ter feito para dar um aroma mais pronunciado.

Levedura:
Safale American #US-05 (1 envelope)

Método:

Mash: BIAB (Full Body) - com fervura de 90 minutos
Fermentação: 2 estágios: 7 dias fermentador primário, 4 dias no secundário
Carbonatação: açucar caseiro invertido com volume de 2,3 de CO2 pretendido

Meus agradecimentos aos Cervejeiros Paulistanos, em especial ao Leo Satt, Bruno Moreno e Rodrigo Casarin pelos conselhos e torcida.